Ciro Gomes nega suposto comentário homofóbico na USP: “Invencionice de redes sociais”

Alunos da Faculdade de Direito da USP divulgaram uma nota coletiva, no grupo interno da faculdade, no Facebook, acusando o ex-ministro e pré-candidato à Presidência da República, Ciro Gomes (PDT), de comentário homofóbico ao se referir ao prefeito de São Paulo, João Doria(PSDB), em um evento na USP, na noite de quinta-feira (27/abril/2017). 

Na nota de repúdio dos alunos diz que: "em um ambiente plural como a universidade, comportamentos como esse não devem ser tolerados, e os que mantém comentários preconceituosos, em um dos países menos tolerantes com LGBTs do mundo, incitam violência e preconceito e não devem merecer destaque nem o apreço da opinião pública."

Ciro nega 

A assessoria de comunicação do pré-candidato à Presidência da República, Ciro Gomes, responde à nota dos alunos da USP, afirmando que  o caso não passa de "invencionice de redes sociais" e que "ele nunca disse tal frase."