Reforma da Previdência: Portela defende a inclusão da polícia penal e dos GMs no texto

O deputado federal Lincoln Portela -  discursou em Plenário, nesta semana, expressando as suas considerações sobre esta proposta de reforma da previdência em tramitação:

“A minha preocupação nos últimos dias tem sido com a não inclusão na Reforma da Previdência dos agentes penitenciários. O Relator os colocou no texto mas depois os retirou. Eu já não gosto mais de chamá-los de agentes penitenciários, porque, se são polícia penal de fato, devem ser de direito!”

“Há também a questão das guardas municipais, que já estão no art. 144 da Constituição pela questão do risco, porque já usam armas nas cidades com mais de 50 mil habitantes. É uma questão de periculosidade, é uma questão de risco.”

O parlamentar já entregou documentos ao relator da matéria, nos quais são expostos os motivos que subsidiam a necessidade de inclusão das guardas municipais e da polícia penal nesta Reforma.

Coluna Política | Com informações da Ascom.