Resposta a um TEMER “inocente” que “não entende” os alunos e nem a PEC

Coluna Política reproduz texto do professor  Rubens Teixeira:

Confira

Por Rubens Teixeira

“Temer sugere que alunos não sabem o que é PEC“, afirma a Folha de SP na versão digital em 8/11/2016. Antes de mais nada, presidente, as perguntas que não querem calar: 1) Como presidente do seu partido há muitos anos, o senhor não viu nada dessa roubalheira que seus correligionários fizeram no Brasil? 2) Por outro lado, por que o senhor escolheu tantos suspeitos para a sua equipe de governo? Não tinha nada melhor no país?

Agora vamos lá. Presidente, o percentual de alunos que sabem o que é PEC deve ser o mesmo de políticos que sabem o que vocês querem aprovar na PEC-241. Se o senhor é culto, é desonesto ao andar rodeado de ladrões. Então… quer mesmo que eu acredite na sua honestidade e nos seus argumentos?

O critério de vocês aí em Brasília não é aprovar com consciência e honestidade, porque muita gente que o rodeia mostra que não tem consciência: são ladrões históricos. O senhor também não tem consciência. Ou, se tem, é bandida, porque está rodeado, por sua escolha, por conhecidos corruptos.

Se os políticos agissem com mais honestidade, presidente, apresentariam outras soluções mais inteligentes do que esta radical da PEC-241, cujas consequências recaem mais sobre os que têm menos.

É tão verdade que alunos não sabem o que é PEC quanto políticos que defendem a “241” sabem o que é honestidade e se preocupam com os males que estão aprovando ao defender sua PEC, enquanto se omitem em questões relevantes que de fato reverteriam todo esse quadro que o senhor ajudou a criar estando no poder há décadas.

O Brasil tem mesmo que TEMER, pois é assustador que membros escolhidos da sua equipe de governo e membros do Congresso Nacional sejam tão presentes em escândalos. O senhor acha mesmo que toda a questão que incomoda os estudantes e a sociedade perplexa é pura e simplesmente o significado da “PEC do Teto”?

Não. Vou ajudá-lo. Como se falou em “PEC do Teto”, vou tomar como base a metáfora da casa. De fato, o que se quer saber é: por que se quer mexer no teto sem consertar o esgoto espalhado pela casa (corrupção), sem acabar com os vazamentos (desperdícios), nem mesmo melhorar o sistema de captação (tributação), eliminar distorções que afetam toda a economia (juros altos, burocracia complicada que emperra o país, privilégios, corte de cargos de confiança desnecessários) e tantas outras coisas, como afastar os ratos que o senhor colocou para perto?

O senhor e seu grupo são TEMÍVEIS: estão no poder há décadas e são parte da destruição que está aí. Então, de fato, não é só a PEC do Teto. Os estudantes querem saber para onde o seu governo e este Congresso Nacional, com tantos suspeitos e inertes, estão levando o Brasil?

*Rubens Teixeira é analista do Banco Central do Brasil, ex-diretor financeiro e administrativo da Transpetro, professor, escritor e palestrante. Doutor em Economia (UFF), mestre em Engenharia Nuclear (IME), pós-graduado em Auditoria e Perícia Contábil (UNESA), engenheiro de fortificação e construção (IME), formado em Direito (UFRJ, aprovado na OAB-RJ), bacharel em Ciências Militares (AMAN). Foi um dos ganhadores do Prêmio Tesouro Nacional com trabalho baseado em sua tese de doutorado intitulado: “A Importância da Credibilidade para o Equilíbrio Fiscal: uma avaliação para o caso brasileiro”. É coautor do best seller “As 25 Leis Bíblicas do Sucesso” e do “DESATANDO O NÓ DO BRASIL: propostas para destravar a economia e travar a corrupção.”