“O Brasil tem uma grande dívida com sua juventude”, diz Betinho

Embora os temas econômicos tenham sido priorizados nos debates no Congresso Nacional, dada à profunda crise pela qual passa o país – fruto de uma herança construída aos longo dos 13 anos de governo do PT -, o deputado federal Betinho Gomes (PSDB-PE) ocupou a tribuna da Câmara, nesta terça-feira (22/11), para chamar a atenção para a importância de se debater temas de ordem social. O tucano defendeu que o Congresso dê atenção especial à discussão da reforma do Ensino Médio. 

“Esse é um tema inadiável”, alertou, lembrando que já tramita na Câmara um projeto de lei sobre o tema, relatado inclusive por um parlamentar do PT, que se assemelha à Medida Provisória (sobre a mesma questão) em tramitação no Legislativo.

“Lamentavelmente, percebemos que a tensão política que toma conta do país esteja cegando algumas forças políticas que estão hoje na oposição e comprometendo um debate importante para o país por conta de uma disputa que se reflete, inclusive, na sociedade. Trabalhar contra a reforma do Ensino Médio é trabalhar contra o futuro da juventude”, avaliou Betinho Gomes. O parlamentar lembrou que o país está há 20 anos debatendo esse tema, desde a LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação), que define e organiza a educação brasileira com bases nos princípios constitucionais.

A última versão da lei foi promulgada em 1996. “Essa discussão não é nova e está atrasada. Enquanto vários países atualizaram sua educação, o Brasil tem uma grande dívida, especialmente com sua juventude”, frisou. 

Betinho fez um apelo aos partidos para que o debate em torno da reforma do Ensino Médio seja aberto, com conteúdo, de forma democrática, porque não pode ser mais ser adiado. “Não podemos brincar com o futuro de uma faixa da população que representa a esperança de um país melhor. Precisamos avançar nesse debate. Alguns questionam a forma que o governo encontrou para encaminhar o tema (por MP), mas o projeto de Lei que se assemelha à medida provisória está há 4 anos encalhado. Não podemos mais perder tempo”, apelou. 


 Fonte: PSDB-PE