Reforma política: Renan quer incluir fim da reeleição, Aécio a cláusula de barreira

O Senado vai se dedicar à reforma política após as eleições municipais. No dia 9 de novembro, os senadores devem votar, em primeiro turno, a proposta que proíbe as coligações nas eleições proporcionais e a cláusula de barreira (PEC 36/2016), que limita o acesso dos partidos ao parlamento. 

O presidente do Senado, Renan Calheiros, quer que a reforma política inclua outros pontos, além dos consensuais. Renan defende uma nova discussão sobre o fim da reeleição para cargos no Executivo. 

Para o senador Aécio Neves (PSDB-MG), a cláusula de barreira deverá mudar o cenário político já nas próximas eleições. Aécio considera inconcebível a existência de 25 partidos na Câmara dos Deputados. 

O segundo turno da reforma política está marcado para o dia 23 de novembro.(Ag.Senado)