Eleições 2016: Líderes RAPS foram eleitos


Dos 41 membros da rede RAPS que disputaram as eleições deste ano, quatro foram eleitos prefeitos: Caio Heitor (PSB) em Frutal – MG, Douglas Lucena (PSB) em Bananeiras – PB, Nelson Bugalho (PTB), em Presidente Prudente – SP e Saulo Pedroso (PSD), em Atibaia – SP.

Outros seis vão para o segundo turno das eleições na disputa à prefeitura municipal, sendo dois de capitais: Edvaldo Nogueira (PCdoB) em Aracaju – SE e Nelson Marchezan Jr. (PSDB) em Porto Alegre – RS. Também estarão no segundo turno Gustavo “Guti” Costa (PSB), em Guarulhos – SP, Napoleão Bernardes, (PSDB) em Blumenau – SC, Raquel Lyra (PDB) em Caruaru – PE e Silvio Barros (PP) em Maringa – PR. A Líder RAPS Gisele Uequed (REDE) vai para o segundo turno em Canoas- RS, como candidata a vice-prefeita.

Foram eleitos vereadores: Caio Cunha (PV) em Mogi das Cruzes – SP, Chiquinho de Assis (PV) em Ouro Preto – MG, Eduardo Romero (REDE) em Campo Grande – MS, Gabriel Azevedo (PHS) em Belo Horizonte – MG, Gilberto Natalini (PV) em São Paulo – SP, Guto Issa (REDE) em São Roque – SP, Janaína Lima (NOVO) em São Paulo -SP, Luiz Paulo Guimarães (DEM) em Curvelo – MG, Marcos Papa (REDE) em Ribeirão Preto – SP, Nancy Thame (PSDB) em Piracicaba (SP), Nikolas Reis (PDT) em Itajaí – SC, Rodrigo Paixão (REDE) em Vinhedo -SP e Washington Bortolossi (PPS) em Itatiba – SP.

Para o diretor executivo da RAPS, Marcos Vinícius de Campos, o resultado foi positivo para a organização. “Numa eleição difícil como esta, com redução do tempo da propaganda eleitoral e recursos limitadíssimos, este resultado vem confirmar as orientações da RAPS nos cursos de capacitação de suas lideranças: planejamento estratégico, boas propostas, perfil ético, comunicação eficiente e preparação pessoal do candidato são fundamentais para um bom desempenho eleitoral. É por isso que a RAPS investe tanto na formação de suas lideranças políticas.”

Sobre a RAPS 

A RAPS constituir-se-á em um dos principais centros de atração, capacitação e apoio de lideranças políticas que ajudarão a transformar o Brasil, por meio de uma ação política ética, comprometida com o bem comum e com os princípios republicanos, em um país justo, próspero, solidário, democrático e sustentável.