Presidente do PPS diz que decisão de Sérgio Moro de acatar pedido do MPF sobre Lula já era aguardada

Deputado Roberto Freire (SP) Foto: Robson Gonçalves
O presidente do PPS, deputado Roberto Freire (SP) afirmou, nesta terça-feira (20), que a decisão do juiz Sérgio Moro, de acatar a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra Lula por práticas de corrupção, já era aguardada. O parlamentar lembrou que o ex-presidente já responde processo aberto em Brasília por obstrução das investigações da Operação Lava Jato.

“Pela consistência da denúncia feita pela força tarefa do MPF contra Lula, eu já imaginava que o primeiro desfecho seria a aceitação, por parte do juiz Sérgio Moro, da abertura do inquérito. Isso se confirmou. Agora, o ex-presidente passa a ser réu perante a Lava Jato. É preciso lembrar que ele já é réu em outro processo em Brasília e vai responder o segundo processo. Tenho dito que ninguém poderia imaginar que o PT e o seu líder, Luiz Inácio Lula da Silva, viesse a ser denunciado por crime de corrupção e se tornaria réu perante à Justiça brasileira”, disse.

Freire destacou que agora é preciso aguardar o prosseguimento do processo. Ele parabenizou o trabalho de Sérgio Moro.

“Devemos acompanhar o inquérito que irá comprovar, ou não, se efetivamente Lula praticou os crimes que constam na denúncia. A responsabilidade de todo o processo é do juiz Sérgio Moro que, sem dúvida, merece todo o respeito da sociedade brasileira pelo seu trabalho, competência e coragem”, disse o presidente do PPS.

Fonte: PPS